quinta-feira, 1 de abril de 2010

Noiva Paraplégica

Noiva paraplégica realiza ensaio fotográfico em Santa Catarina
por Volnei Wentz - 31-03-2010
Publicado no site Terra - Vida e Estilo

Não é só na ficção, com a personagem Luciana, vivida por Alinne Moraes em Viver a Vida, ou no mundo das celebridades, com o modelo e ex-BBB Fernando Fernandes, que pessoas com deficiência física resolvem valorizar sua beleza e posar para ensaios fotográficos.
Quelen de Oliveira Paim, que é paraplégica, casou-se em Itajaí (SC) no dia 12 de março com Deyvid Santos e resolveu fazer um ensaio fotográfico para celebrar a ocasião. "Esse foi, sem dúvida, um dos trabalhos mais fortes que fizemos em nosso estúdio", explica o fotógrafo Volnei Wentz, que retratou os momentos de alegria do casal.
A jovem, hoje com 24 anos, sofreu um acidente de moto no dia 1º de outubro de 2008. Na época, Quelen era noiva há seis anos, trabalhava em um atelier, malhava, surfava, praticava Tai Chi Chuan e costurava nas horas vagas. "Nesse dia, indo do trabalho para casa, para almoçar, sofri um acidente de moto e, com a queda, rolei uns metros e logo percebi que não sentia minhas pernas", conta.
O socorro chegou rápido e Quelen foi levada para o hospital. "Por eu estar bem, respirando normalmente e sem reclamar de dores, o atendimento demorou, mas quando começaram os exames foi diagnosticado que eu estava correndo risco de morte, pois meus pulmões estavam perfurados e, ali mesmo, na sala de tomografia, foi efetuada a drenagem dos mesmos. Fiquei quatro dias na UTI e por um milagre sobrevivi".
Após um tratamento de quatro meses em Brasília (DF), Quelen voltou a praticar Tai Chi Chuan e ir à academia. "Iniciei a prática de handebol adaptado, atletismo e o que era hobby virou minha fonte de renda. Comecei a criar bolsas e acessórios femininos e a dar aula de artesanato", conta. "Em momento algum deixei que a deficiência afetasse minha vida, surpreendendo todos a minha volta. Perdi algumas coisas que achava importante, como meu noivo, mas que, com o tempo Deus me mostrou que havia um grande propósito para tudo isso", afirma.
Depois de dez meses do acidente, Quelen recebeu um pedido de namoro. "Hoje, após um ano e cinco meses, faço fisioterapia e estou evoluindo muito bem a cada dia. Decidi encarar essa lesão medular que aconteceu em minha vida como um livramento e não um sofrimento, pois nunca fui tão feliz e amada", diz.
"Quelen está conseguindo em seu dia a dia superar suas limitações e claro, com todo o amor de Deyvid, está conseguindo cada vez mais se sentir realizada como pessoa, mulher, esposa, amiga e filha", afirma Wentz, que se emocionou com a celebração.

O internauta Volnei Wentz, de Brusque (SC), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.
Link para o terra: http://mulher.terra.com.br/interna/0,,OI4351796-EI1377,00-vc+reporter+noiva+paraplegica+realiza+ensaio+fotografico+em+SC.html

Quelen, você é um exemplo de vida para todos nós! Desejamos ao casal, muito amor, paz e felicidade nesta nova etapa de suas vidas!

Confiram algumas fotos desse maravilhoso ensaio:

Fotos: Volnei Wentz
Vestido de Noiva: Atelier Karla Vivian.

4 comentários:

  1. Ela é realmente linda por dentro e por fora, um exemplo d vida a ser seguido, guerreira e vencedora!!!
    Parabéns, felicidades a vcs e q DEUS abençoe essa união eternamente>

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!tmb fiquei paraplegico num assalto ha oito meses, e por mais incrivel q pareça, estou aprendendo a viver agora, e me sinto muito feliz com minha familia. E a vc desejo felicidades, fiquei emocionado com sua historia, parabéns ao casal...

    ResponderExcluir
  3. Olá Simone...

    Obrigado pelo carinho! E também fiquei emocianada com a história da Quelen e fico feliz em poder contar esta história para nossos leitores! Desejo a você também, muita felicidade!!!

    ResponderExcluir
  4. Gente gostaria de parabenizar vcs pela força garra e coragem sentida no descrito e dividir um pouco do meu sofrimento minha ex sofreu um acidente a 15 dias e houve problemas com a coluna e me parece q ela tb vai ficar impossibilitada pelo menos temporariamente de andar eu estava viajando a trabalho durante o ocorrido e ja vinha no meu regresso pensando em me acertar com ela em propor casamento e nao sair de perto dela mais um segundo porem ela agora me rejeita e nao me permite estar proximo dela nessa nova realidade to sofrendo muito e nao sei como conduzir vou deixar meu email para troca de experiencias e cosnelhos a cerca do exposto mas de ante mao parabens pela garra coragem e valor ao amor acima de tudo
    Sergio negroxt@hotmail.com

    ResponderExcluir